quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Ato de solidariedade aos Guarani-Kaiowá



O drama sofrido pelos Guarani-Kaiowá ameaçados de despejo revela o genocídio que os indígenas estão sofrendo no Brasil. Segundo dados do CIMI, entre 2003 e 2010, nada menos que 555 indígenas dos Kaiowá e Guarani cometeram suicídio pela situação de abandono, desesperança e violência cotidiana. Desde 1980, 1500 tiraram a própria vida. A tribo, segundo maior grupo indígena do país com 43 mil pessoas, está cada vez mais encurralada pela expansão desenfreada das plantações de soja e cana, vivendo em áreas que somam apenas 42 mil hectares.

Ao mesmo tempo, o Governo Federal mostra-se conivente com o extermínio indígena, mantendo-se omisso diante desse desastre humanitário. Ainda segundo o CIMI, desde 1991, apenas oito terras indígenas foram homologadas aos Kaiowá Guarani. 

É preciso que o Governo Dilma intervenha imediatamente em Iguatemi a fim de que não se repita o que ocorreu no Pinheirinho, e impeça mais uma tragédia. Ao mesmo tempo, o governo deve parar de priorizar os interesses dos grandes latifundiários e avançar na demarcação e homologação das terras indígenas. 

Nessa sexta-feira irão acontecer vários atos de solidariedade por todo o Brasil. Florianópolis também estará presente! Vamos todos à rua nesta sexta para dar um basta bem grande ao Brasil do agronegócio porque  "somos todos guarani-kaiowá"!

Ato de apoio aos Guarani-Kaiowá
Sexta-Feira (09/11)
concentração à partir das 17h
em frente a Catedral.



entenda mais sobre a questão:





Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Deixe seu comentario.