terça-feira, 3 de setembro de 2013

"Por que o Brasil explodiu"? Lançamento da nova edição da revista Correio Internacional com Henrique carneiro



Por que o Brasil explodiu”? As respostas para essa pergunta estão na nova edição da revista Correio Internacional nº 11. As jornadas de junho levaram mais de 3 milhões de pessoas às ruas, e as pesquisas indicavam que mais de 75% dos participantes o faziam pela primeira vez e que 94% não pertenciam a nenhum partido. Um forte processo, em essência juvenil e popular. “Uma nova geração que se incorporou à luta e começa a escrever sua parte da história”.

Os anos 90 foram marcados pelo avanço do neoliberalismo, das políticas de precarização e privatização dos serviços públicos, e o fortalecimento do setor privado. Corrente ideológica fortalecida pela idéia que não era possível mudar, teóricos como Fukuyama diziam que era o fim da História, afinal, se para os comunistas a história da humanidade é a história da luta de classes, com o fim do socialismo real o capitalismo se colocaria como superior e a história teria chegado ao seu fim.

Mas essas idéias foram perdendo cada vez mais espaços. E hoje em vários cantos do mundo existem ascensos que dizem: basta! A juventude e classe trabalhadora querem uma basta nas condições precárias de existência e saem às ruas para contestar seus governos e o regime. A juventude diz: “queremos um direito ao futuro, com saúde, educação, transporte e trabalho”. E não é diferente no Brasil. 10 anos de governo PT, uma década de Frente Popular, e o que parecia esperanças de mudanças se transforma a cada ano em ilusão.

As jornadas de junho inciaram com as mobilizações pela redução do preço do transporte, mas se transformou em grandes atos contra as injustiças sociais e parou o Brasil. A economia desacelera, as dívidas aumentam, a educação e saúde não são valorizadas e há um desperdício de dinheiro com a Copa do Mundo. Várias insatisfações, vários desejos de mudanças e um único lugar de atuação foi possível: a rua. E foi nesse espaço que o movimento conseguiu vitórias impressionantes, como a derrota da duríssima repressão policial que teve que recuar em muitos momentos, a redução das tarifas em muitas capitais e fazer o Congresso Federal trabalhar como nunca.


E é nesse momento de luta, de ousadia, que o PSTU convida a todos para participarem do lançamento da nova edição da revista Correio Internacional. O palestrante convidado é o professor de História da USP Henrique Carneiro. A atividade ocorrerá no mini-auditório do CFH - UFSC no dia 13 de setembro (sexta) às 18h30. Será um espaço fundamental para elaboramos e debatermos sobre os significados do atual momento no Brasil e no mundo.




Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Deixe seu comentario.