quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Coluna CULTURAL do PSTU

Caros leitores,

Inauguramos nesta quinta-feira nossa coluna cultural do PSTU. A partir de agora, semanalmente, abordaremos temas e assuntos da vida cultural de nossa cidade e/ou da região. A intenção não é outra senão a de colaborar com dicas e informações culturais, bem como a de expor nosso ponto de vista sobre este ou aquele acontecimento. Acompanhem-nos, deem sugestões. Enriqueça nossa coluna! Contribua você também!






Cadê o cinema do CIC?!


O tradicional cinema do CIC, iniciado com o cine Clube Nossa Sª do Desterro em 1984,  fechou suas portas em 2009 para reformas. Importante ponto de referência e diversão de qualidade e mais acessível em comparação aos cinemas dos shoppings, deixou a população na privação por dois anos. Somente em 2011 foi reaberto agora sob direção do Cinema Paradigma, localizado em Santo Antônio.

Mas não por muito tempo, pois novamente fecha suas portas. Segundo os responsáveis, o que está faltando para sua nova reabertura é o lançamento de um novo edital de contratação. Porém, por trás vemos uma coisa que se repete ano após ano: o descaso da administração pública com a cultura.

Não bastasse, graças a uma gestão burocrática e à pouca transparência na utilização da já escassa verba para cultura, a Fundação Catarinense de Cultura, responsável pelo CIC, afunda-se cada vez mais na lama que ela mesmo cria. Tanto que os trabalhadores da FCC se mobilizaram e gritaram “quanto vale a cultura?”, iniciando este ano com greve para exigir melhorias no campo da cultura catarinense.



Dica de cinema


Relatos Selvagens - um doce veneno em tempos de cólera

Viver é muito perigoso – Guimarães Rosa.

Estreia nos cinemas da capital o filme argentino RELATOS SELVAGENS. Produzido pelo espanhol Pedro Almodóvar e dirigido pelo diretor e roteirista Damián Szifrón, esta produção de cinco histórias brinca com os cantos mais sombrios das almas de seus expectadores de maneira irreverente, sem jamais subestimar seus efeitos aterrorizantes.

Tendo como pano de fundo estórias aparentemente corriqueiras, as narrativas retratam a classe média argentina, com pontuais participações da classe operária como contraponto àquela. Ora hilário, ora espantoso, o filme desvela uma sociedade corrompida, que expõe desenvergonhadamente suas feridas e contradições. Como no caso da segunda narrativa, onde uma “simples” discussão de trânsito torna-se a caricatura da luta de classes levada a um outro patamar, por exemplo.

Tão somente isto já não seria pouco. Mas acrescenta-se às narrativas um elenco sólido e competente e temos aí uma produção sem medo de satirizar com o triste legado de nossa miséria humana. Em tempos tão raivosos quanto esses em que vivemos, lidar com a loucura da ira é mais que terapêutico, é também necessário.

Elenco: Rita Cortese, Ricardo Darín, Nancy Dupláa, Dario Grandinetti.

Salas e Horários
Sala 2 (Legendado) – Cine Beiramar:
Terça (28) e Quarta (29) às 14h10 | 16h40 | 19h10 | 21h40.
Sala 2 (Legendado) – Cine Beiramar:
Quinta (30), Sexta (31), Sábado (1), Domingo (2), Segunda (3), Terça (4) e Quarta (5) às 14h10 | 16h40 | 19h10 | 21h40.

Sala 1 (Dublado) – Cine Floripa Shopping:
Terça (28) e Quarta (29) às 14h40 | 18h | 21h10.
Sala 7 (Legendado) – Cine Floripa Shopping:
Quinta (30), Sexta (31), Sábado (1), Domingo (2), Segunda (3), Terça (4) e Quarta (5) às 20h45.

Sala 7 (Legendado) – Cine Iguatemi:
Quarta (29) às 16h30 | 18h55 | 21h25.
Sala 1 (Legendado) – Cine Iguatemi:
Quinta (30), Sexta (31), Sábado (1), Domingo (2), Segunda (3), Terça (4) e Quarta (5) às 16h50 | 19h20.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Deixe seu comentario.