quinta-feira, 26 de março de 2015

Coluna CULTURAL nº18 - 26/03 a 02/04


Camerata e Steve Vai no Rock'n Rio

Vamos iniciar nossa Coluna de uma maneira diferente, fugindo de nosso propósito que é o de divulgar a cena cultural da cidade e região, assim como compartilhar experiências de peças, exposições, filmes... Vamos festejar um acontecimento inusitado, ao menos para mim, que redijo semanalmente esta coluna: A Camerata de Florianópolis irá participar no Rock'n Rio, e ao lado do consagrado guitarrista Steve Vai, no palco sunset.

Recém chegado da Itália, o maestro Jefferson Della Roca e sua orquestra sinfônica iniciarão os ensaios para o festival ainda hoje. O repertório não está definido, mas se nos pautarmos pela vasta experiência da sinfônica, já comprovada em suas mais de 20 Rock'n Camerata, onde interpretam clássicos do Rock internacional como AC/DC, Led Zeppelin e Jimmy Hendriz, estamos convictos de que farão uma bela apresentação.


Florianópolis sedia uma etapa do campeonato mundial de aviões de papel

Pelo jeito esta semana está recheada de boas notícias. Não param de pulular novidades para a nossa coluna. Após termos tentado trazer para cá os jogos olímpicos universitários e uma etapa do campeonato de remo, sem sucesso, eis que chegou nossa hora: Floripa cediará uma etapa do campeonato mundial de aviões de papel. Parece pouco aos olhos dos incrédulos, mas bem da verdade este é um acontecimento de rara importância, tendo em vista que é um evento internacional.

Vejamos, por exemplo, o que falou o sisudo DC sobre este fato, que despreza assuntos de relevada importância para a vida do cidadão: "Os participantes recorrem a noções de engenharia, design e física, além de alta dose de sorte, para alcançar voos mais longos. As asas precisam ser simétricas e levemente inclinadas e o trabalho requer concentração. A construção leva menos de um minuto e logo a folha sulfite ganha os ares em forma de avião. Os modelos, que não diferem muitos daqueles vistos em salas de aula, irão competir nesta quarta-feira na etapa do Campeonato Mundial de Aviões de Papel, o Red Bull Paper Wings. A competição inicia às 10h na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)."

As inscrições serão gratuitas pelo site e no local do evento. Universitários de qualquer instituição podem participar. Informações: www.redbullpaperwings.com


Fim de semana agitado (e gratuito) na Célula Showcase

Na sexta, haverá show internacional com francês Stephane San Juan, ingressos retirados na Aliança Francesa:
https://www.facebook.com/events/666284746816606/


No sábado, Grito Rock com Blame + Don Capone + Nebula Dogs + DJ Catarina
https://www.facebook.com/events/1608705816025141/

As apresentações estão marcadas para as 22h30, mas a casa (que situa-se próxima às margens da SC 401, no bairro João Paulo) abre às 20h. Além da entrada franca, as cervejas Heineken e Budweiser estarão mais em conta, saindo a um custo de R$ 5,00 a unidade. Para quem não tem programa para o final de semana, vale a pena conferir.


Diálogo entre Eros, Psique e Thanatos

Realizada pela artista Ro Cechinel, a exposição fotográfica conta com 30 fotografias realizadas por cemitérios italianos (Staglieno, em Gênova) e brasileiros (Consolação e Necrópole São Paulo, na capital paulista), que provocam uma reflexão sobre os mistérios da vida e da morte. As imagens não são reproduções das esculturas, mas sim um recorte do erotismo sublinhado pela artista, que pesquisa o tema desde 2010.

Esculpidas em granito, mármore e bronze, as peças formam um museu à céu aberto. As esculturas eram realizadas em jazigos das famílias abastadas e das mais diferentes religiões. As obras são representações de saudades, amor, tristeza, nobreza, respeito, inocência, sofrimento, dor, reflexão e arrependimento.

Visitação gratuita até 29/03/2015, no Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Sousa, centro de Florianópolis.


Arte no Shopping - Vivências

Oriunda da Ilha de Santa Catarina, a artista plástica Salete de Oliveira retrata em suas obras o que aprendeu sobre a cultura de seu local de origem. As danças, os trajes e as cores, representados em 15 telas, formam a exposição, que passam ainda aos espectadores uma linguagem narrativa que reflete o folclore, os costumes, o patrimônio arquitetônico e os hábitos de um povo.

Exposição gratuita e aberta até 31/03/2015, no Continente Park Shopping, na BR 101, em Palhoça.


Amar - Kaiowas Grupo de Dança

Espetáculo de dança contemporânea com temática que envolve o desejo de reiteração de uma das sensações mais privilegiadas pelo ser humano: o amor. No entanto, esse sentimento é de difícil expressão em circuitos sociais diversos. O que se move a partir dele e o que existe a partir da sua ação são questões principais do processo criativo para essa montagem coreográfica. No elenco estão os bailarinos Bianca Barbi, Karina Barbi, Kiko Ribeiro e Léo Reis. Trilha sonora composta por Luciano Oliveira, parceiro e produtor de Lula Queiroga, que também participa com a composição de poemas para o espetáculo.

Onde: Teatro Álvaro de Carvalho - Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis.
Quando: 31/03/2015, às 19h30min.
Quanto: 10 R$ Inteira, 5 R$ Meia-Entrada


Zica Arte

A artista plástica Kaká Moreira apresenta a exposição, composta de cinco obras pintadas em algodão cru, esticado em aros reutilizados de bicicletas. A proposta carrega em si o conceito da sustentabilidade, ao dispor do reaproveitamento de materiais em sua criação visual. O nome dado à mostra é uma referência à gíria empregada para denominar bicicleta em algumas regiões de Santa Catarina.

Visitação até 31 de março, na Livraria Catarinense da Felipe Schmidt, no centro.


Sugestão de Leitura: A TRILOGIA DO CAIRO,  de Nagib Mahfuz

Para os leitores árabes, Mahfuz (nobel de literatura em 1988) sem dúvida representa uma voz singular, que domina a linguagem com uma maestria impressionante e que, ainda assim, não chama a atenção para si mesma. Como imperador que inspeciona seus domínios, ele se sente capaz de recaptular, julgar e moldar a longa história e a complexa posição do Egito, ao mostrá-lo com um dos mais antigos, fascinantes e cobiçados prêmios para conquistadores como Alexandre, César e Napoleão, assim como para seu próprio povo.

Ademais, Mahfuz tem recursos intelectuais e literários para se expressar de uma maneira inteiramente poderosa, direta, sutil. Como seus personagens (que são sempre descritos tão logo aparecem), Mahfouz tem uma linguagem direta: ele submerge o leitor numa densa corrente narrativa e então o deixa nadar nela, e ao mesmo tempo dirige as correntes, redemoinhos e ondas da vida de seus personagens; a história do Egito e dúzias de outros detalhes sobre partidos políticos, histórias de família e tantas outras, com habilidade extraordinária. Realismo sim, mas algo mais também: uma visão que aspira ser abrangente, não diferente da de Dante, em sua junção da atualidade terrena com a eterna, mas sem os aspectos cristãos.

A trilogia é a história do patriarca El-Sayed Ahmed Abdel-Gawwad e de sua família por três gerações. Ao mesmo tempo que fornece uma enorme quantidade de detalhes políticos e sociais, o livro é também um estudo das relações íntimas entre homens e mulheres, assim como um relato da busca da fé por Kamal, filho de Abdel-Gawwad, após uma precoce e breve adesão ao islamismo. Em suma, esses romances são, na prática, um resumo da vida do Egito moderno durante a primeira metade do século XX.

Trecho do texto de Edward W. Said, intitulado NAGUIB MAHFOUZ E A CRUELDADE DA MEMÓRIA.


Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Deixe seu comentario.