terça-feira, 3 de março de 2015

Coluna nº16 - Greve da educação, médicos em mobilização, merenda escolar e greve dos caminhões. Veja alguns temas da semana.



Magistério em luta
Os professores do magistério estadual foram para rua hoje, manifestar contra a política do governo Colombo para a educação. O plano de carreira anunciado pelo governo no início do ano, está dando o que falar, pois retira direitos e é um grande ataque a uma das maiores categorias do estado. Além dos professores, sofrem também os pais e os alunos, já que as medidas aumentam o número de estudantes em sala de aula, diminuem a contratação de professores, entre outras coisas. 

Greve
De manhã, cerca de mil professores ocuparam as dependências da ALESC para impedir a leitura da medida provisória que retira direito dos professores contratos, conhecidos como ACT's. O ato conseguiu retirar a leitura da pauta. Depois, realizaram uma grande assembleia, indicando greve para o dia 10 de março, mesmo contra a direção do sindicato, que é ligada a CUT. Parabéns ao magistério, que se organiza para lutar por todos aqueles que necessitam de uma educação pública de qualidade.

Falecimentos
Nessa semana tivemos duas perdas irreparáveis que nos enchem de tristeza. Dia 25 faleceu Juliana Zoboli.  Juliana uma jovem de 26 anos, era irmã de nosso grande companheiro Giovani, carteiro.  Desejamos sinceras condolências para nosso companheiro e toda a sua família.
Na sexta feira, a tragédia se abateu sobre Francisco Lessa. Chico Lessa como era conhecido, tinha um imenso histórico de luta pelo socialismo. Além de conhecido advogado trabalhista, sempre esteve presente nas lutas da juventude e dos trabalhadores de nosso estado. Mesmo dentro do PT, com a corrente Esquerda Marxista, não se rendeu as benesses do poder e se manteve um forte critico do governo atual. Desejamos pêsames a seus companheiros e familiares.

Debandada
Médicos da prefeitura de Florianópolis estão em mobilização por melhores salários. O que chama a atenção nessa situação é o êxodo de médicos que tem havido no município. De acordo com o presidente do sindicato, desde agosto do ano passado já houve 21 exonerações e dos 62 profissionais que foram chamados em concurso publico 32 deles desistiram. Não temos dúvida que está mais do que na hora das condições de trabalho e dos salários melhorarem.

Só quem luta tem vitória
Estão de parabéns os companheiros e companheiras do transporte coletivo de Blumenau. Foi  preciso de dois dias de paralisação para que tivessem atendidas suas reivindicações. Sua luta foi para garantir maior segurança para os trabalhadores e usuários do transporte coletivo.

Suspensos recursos federais da merenda escolar
O governo federal puniu o estado de SC com a suspensão da liberação de recursos destinados para a merenda escolar. A medida foi uma punição pelo governo estadual não estar cumprindo a legislação que obriga que parte dos alimentos da merenda sejam adquiridos na própria região e de produtores familiares. É inadmissível que isso ocorra justamente em um estado que tem fortíssima presença da agricultura familiar. Isso se dá porque toda a ajuda que desse governo se destina ao agronegócio, que é para quem realmente governa.

Comboios dos Frigoríficos
Também com a greve dos caminhoneiros ficou bem claro para quem Colombo governa. Para tentar jogar a população contra a luta dos caminhoneiros, o governo com a ajuda da imprensa, alardeia que o movimento está prejudicando a população, que faltam produtos básicos com gasolina, alimentos e até artigos hospitalares. Mas quando o governo agiu para furar o movimento, garantindo transporte através de comboios escoltados pela policia militar, não foi para garantir o abastecimento de nenhum desses produtos para a população. Foi descaradamente para  ajudar os grandes frigoríficos, em especial o JBS, a exportarem seus produtos. O que passou pelo bloqueio foi frangos, e não medicamentos ou combustível. Não é demais lembrar que a JBS foi a maior financiadora da campanha de Colombo.

Assalto
A partir dessa segunda feira a energia elétrica custará 34% a mais para os catarinenses. No ano passado já houve um aumento de 22,62%, bem acima dos reajustes salariais. Tem mais, esse aumento não impedirá um novo reajuste que deve ocorrer em agosto desse ano. É um absurdo total, nem sequer a desculpa de que há seca pode ser usado aqui no sul, pois como sabemos, tem chovido e bem.

Lucro da Tupy
Quando os trabalhadores reivindicam  algum aumento salarial ou mesmo da PLR (Participação dos Lucros e Resultados), os empresários sempre vem com a mesma choradeira, de que isso não é possível devido a situação econômica e por ai vai. A grande Siderúrgica Tupy de Joinville é um exemplo típico disso. No ano passado os trabalhadores de lá sofreram todo tipo de chantagem e ameaças para evitar que lutassem por alguma melhora. Agora, no entanto a empresa teve que divulgar seu balancete anual e seu lucro liquido não só não caiu como aumentou em 3,3%.

PÉROLA DA SEMANA
“Houve um resultado positivo por não ter nenhum ferido nessa ação” Essa foi a incrível conclusão do balanço apresentado pelo delegado de policia Jorge Koch, na entrevista coletiva sobre os violentos confrontos que vem ocorrendo em Criciúma e que já resultaram em vários veículos e ônibus queimados, além de constantes trocas de tiros entre a polícia e marginais no meio da população civil.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Gostou dessa matéria? Deixe seu comentario.