sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Restabelecendo a Verdade: o PSTU não apóia o governo Dilma/PT

Gilmar Salgado dos Santos - Presidente estadual do PSTU

O portal de notícias Clic RBS publicou informação inverídica, veiculando o PSTU ao ato ocorrido em 20 de agosto de apoio ao governo de Dilma e do PT. Nem em Florianópolis nem em qualquer cidade do país participamos desses atos. Isso está expresso claramente em nosso site, publicações oficiais e na nossa atuação nos movimentos e lutas sociais da classe trabalhadora. Fomos contra desde o início a este ato por defender um governo que ataca trabalhadores, a juventude e os mais pobres.

Nosso partido está ao lado da indignação da imensa maioria da classe trabalhadora que não suporta mais os planos de ajuste fiscal e a corrupção que vem do governo Dilma/PT e também do Congresso Nacional liderado por Eduardo Cunha do PMDB, da oposição de direita liderada pelo PSDB de Aécio Neves e de aliados do governo federal como o governo Raimundo Colombo do PSD em nosso estado.

Nesse sentido não participamos nem dos atos do dia 16 de agosto e nem do dia 20 de agosto. Defendemos em alto e bom som: Chega de Dilma, Cunha, Aécio e Colombo! Por um governo socialista dos trabalhadores sem patrões e sem corruptos! Exigimos que a CUT e a Força Sindical rompam com o governo federal e sua oposição de direita e construam uma greve geral!
Atualmente estamos empenhados, juntos de outras entidades e organizações de trabalhadores, em organizar em São Paulo, no mês de setembro, marcha nacional da classe trabalhadora contra o governo Dilma, a oposição de direita e o Congresso e seus planos de ataques ao emprego, salários e direitos da nossa classe. Também estamos juntos da Csp-Conlutas apoiando importantes lutas no país, como a greve dos servidores públicos federais.

Solicito, como presidente estadual do PSTU, a divulgação desta nota em todos os meios onde a notícia foi erroneamente divulgada como correção do equívoco cometido por este veículo de comunicação.

Enviado por assessoria. Daniel Silveira 48 9611-6073

________________

* Esta resposta foi enviada ao e-mail do portal. O jornalista responsável pela matéria pediu desculpas pelo equívoco e acusou não ter tido a intenção de "denegrir a imagem do partido ou associá-lo maldosa e intencionalmente a qualquer movimento", reiterando que "Felizmente, o erro não saiu na edição impressa. Na internet, já corrigimos o texto original e postamos uma correção deixando claro que tínhamos errado". Contudo, o erro foi parcialmente corrigido, pois, mesmo revisando a parte em que afirmava que tínhamos participado do ato, não o fez ao não afirmar que não apoiamos nem o ato do dia 16/08, nem tampouco o do dia 20/08. Para ler o texto do portal Clic RBS, clique aqui.

________________

Leia também:



  • Sobre as manifestações do dia 20: um diálogo necessário com as direções do PSOL e do MTST;
  • Manifestações do dia 16 aceitam Aécio e Cunha e ficam menores.
  • Reações:

    0 comentários:

    Postar um comentário

    Gostou dessa matéria? Deixe seu comentario.